Arrecadação de R$8,0 bilhões na 15ª rodada de concessão da ANP

A 15ª rodada de licitações da Agência Nacional de Petróleo (ANP) leiloou 9 blocos na Bacia de Campos com arrecadação em torno de R$8,0 bilhões. Comparativamente a 14ª rodada de setembro do ano passado, ocorreu um crescimento de quase 100%, mesmo com a retirada de 2 campos com características de pré-sal e, portanto, em desacordo com o contrato de concessão da presente rodada, segundo o TCU. Para o órgão esses blocos devem ser leiloados sob outra natureza de contrato, ou seja, de partilha que exige a participação estatal. Outro aspecto importante foi o ágil médio alcançado de 680% no pagamento de bônus de assinatura.

Importante observar que o sucesso desses leilões licitatórios é importante para o país, já que o Governo Federal e a Petrobras apresentam graves deficiências financeiras que são inibidoras da continuidade do investimento no setor. A alternativa razoável nesses casos é a busca de parceiros capitalistas para avanço tecnológico do processo de prospecção e produção no setor petrolífero.

Quanto aos municípios produtores da Baca de Campos, o exercício de olhar a história é muito importante. Após quatro décadas de exploração, a tendência de declínio da produtividade é uma realidade. Os novos investimentos provenientes dos leilões gerarão externalidades tecnológicas e de fornecimento e emprego que acabam não sendo fixadas plenamente em função da baixa escolaridade dos trabalhadores regionais e da baixa capacidade tecnológica das empresas domésticas. É só olhar para o retrovisor!

Alcimar das Chagas Ribeiro
About Alcimar das Chagas Ribeiro 447 Articles
Economista, Mestre e Doutor em Engenharia de Produção. Professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*