Documentário sobre desapropriação no Açu choca sanjoanenses e cria novos sentimentos

O deslocamento Campos x São João da Barra, depois de um dia longo de trabalho é cansativo, mas atendi ao convite de Danilo Barreto para assistir o documentário “O Preço do Desenvolvimento”, realizado ontem no TREMLICHE, com produção do próprio Danilo e seu competente time Eduardo Hypólito e Leandro Pitote. O documentário apresenta aspectos do triste processo de desapropriação no quinto distrito, em benefício do Porto do Açu. Toda a população sanjoanense deve procurar ver esse documentário que expressa extrema crueldade com os produtores rurais da mesma localidade. É importante lembrar que alguns desses homens simples faleceram, dado a tristeza de ver suas propriedades serem invadidas por tratores, devidamente protegidos por uma força policial desproporcional e com anuência dos governantes do município.

Essa é a realidade dos fatos, porém quero falar também do responsável por esse projeto, o jovem sanjoanense Danilo Barreto. Como acompanhei a sua trajetória posso afirmar tratar-se de jovem com um presente invejável, que está sendo construído pilar a pilar com muita dedicação, seriedade e apoiamento familiar e que, sem sobras de dúvidas, projetará uma sólida estrada para um futuro recheado de sucesso profissional e pessoal. Esse é um filho da terra que nos orgulha e os sanjoanense de bem devem se esforçar para conhece-lo.

Complementarmente, não poderia deixar de externar a milha felicidade em presenciar muitos outros jovens presentes ao evento, assim como outros nem tanto, porém não vou negar que, segundo a minha percepção, esse grupo sinaliza a necessidade de uma outra sociedade, de deve ser mais ativa, mais comprometida, mais profissional e mais ética. Enfim acredito que estamos iniciando uma nova era. Aos presentes na noite de ontem, deixo o meu sentimento de orgulho de ser sanjoanense e apelo para que insistam no objetivo da mudança. Precisamos empoderar a nossa sociedade, elevando-a ao mais alto patamar que lhe é devido. É a sociedade que dita as regras de organização social e define as estratégias em direção ao bem-estar social. Assim, a classe politica tem que ser subordinada a sociedade e não o contrário.

Alcimar das Chagas Ribeiro
Sobre Alcimar das Chagas Ribeiro 874 Artigos
Economista, mestrado e doutorado em Engenharia de Produção e Pós-doutorado em Economia. Professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*