Economia mundial afetada pelo coronavírus

As expectativas para a economia mundial são extremante preocupantes diante do surto de coronavírus no mundo. Relatório da OECD mostra que caso o surto seja duradouro com forte propagação entre os continentes, o crescimento global pode cair para a metade da taxa projetada antes do surto, ou seja de 2% para 1% em 2020.

A China, cujo papel é significativamente importante nas cadeias de suprimento globais, viagem e mercado de commodities, deve ter um crescimento de menos que 5,0% em 2020, quando a previsão anterior era de mais de 6,0%.

Considerando que a zona do Euro também reduziu a sua taxa de crescimento de 1,2% para 0,8% em 2020, enquanto a projeção para a Argentina é de uma taxa de -0,2% de crescimento, o quadro mostra as dificuldades que o Brasil terá nesse ano. O bloco da Ásia é responsável por 41,37% das exportações do país, o continente Europeu é responsável e 18,86% e o Mercosul é responsável por 12,4% do volume exportado do país. Trata-se de um quadro bem complicado!

Alcimar das Chagas Ribeiro
Sobre Alcimar das Chagas Ribeiro 1105 Artigos
Economista, mestrado e doutorado em Engenharia de Produção e Pós-doutorado em Economia. Professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*