Emprego formal cresce na região Norte Fluminense em março

A região Norte Fluminense apresentou uma evolução de 10,7% no emprego formal em março. Foram criadas 652 novas vagas sob a liderança de Macaé que gerou 498 vagas, seguido por São João da Barra com 113 vagas, enquanto Campos dos Goytacazes eliminou 14 vagas no mês, segundo tabela a seguir.

Emprego formal em março de 2018 nos municípios da região Norte Fluminense
Município Admissão Desligamento saldo mês Acumulado
Campos dos Goytacazes 1.686 1.700 -14 -425
Carapebus 20 17 3 -6
Cardoso Moreira 31 11 20 26
Conceição de Macabu 19 23 -4 7
Macaé 3.106 2.608 498 998
Quissamã 35 26 9 13
São Fidélis 78 56 22 -27
São Francisco de Itabapoana 44 39 5 34
São João da Barra 210 97 113 72
Fonte: MTE

No acumulado do trimestre, a região tem um saldo positivo de 692 empregos criados. Macaé criou 998 vagas, sendo 858 vagas no setor de serviços, 578 vagas na indústria de transformação e 13 vagas no setor agropecuário. A construção civil eliminou 339 vagas, o comércio eliminou 126 vagas e a indústria extrativa eliminou 34 vagas no acumulado.

Já São João da Barra criou 72 vagas trimestre, sendo 39 na construção civil, 14 vagas no comércio, 8 vagas no setor de serviços, 6 vagas na indústria extrativa mineral, 2 vagas na indústria de transformação e 2 vagas no setor agropecuário.

Campos dos Goytacazes é um caso a parte, com a entressafra da cana de açúcar, o emprego desaba. Com o pior resultado na região, o município eliminou 425 vagas de emprego no trimestre. O comércio, setor mais afetado, eliminou 574 vagas, a construção civil eliminou 243 vagas, a indústria de transformação eliminou 143 vagas e o setor de serviços eliminou 72 vagas. Com saldo positivo, somente o setor agropecuária que acumulou um saldo de 103 vagas e a indústria extrativa mineral com 23 vagas no acumulado. A expectativa para o próximo mês é de redução, em função dos problemas com o mineroduto no porto do Açu.

Alcimar das Chagas Ribeiro
About Alcimar das Chagas Ribeiro 361 Articles
Economista, Mestre e Doutor em Engenharia de Produção. Professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*