Produção industrial cresce 8,8% em maio no Rio, puxado pelo setor automobilístico

A produção industrial geral cresceu 8,8 em maio com relação a abril no Rio de Janeiro. Em relação a maio do ano passado, o crescimento atingiu 5,1% e no acumulado de janeiro a maio desse ano foi verificado uma queda de 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

A industria extrativa cresceu 10,4% em maio desse ano com base em maio do ano passado e cresceu 2,6% no acumulado de janeiro a maio desse ano em relação ao mesmo período do ano passado. Já a industria de transformação cresceu 2,4% em maio com base no mesmo mês do ano anterior e declinou 3,5% no acumulado do ano, com base no mesmo período do ano passado.

No crescimento de maio em relação a abril, os destaques ficaram com a fabricação de veículos automotores que cresceu 42,6%; fabricação de produtos de metal exceto máquinas e equipamentos com crescimento de 25,4% e impressão e reprodução de gravações com crescimento de 22,4%. Os destaques negativos foram a fabricação de outros equipamentos de transportes, exceto veículos automotores com queda de 55,7% e fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos com queda de 19,5%.

No acumulado do ano, os setores que contribuíram positivamente foram fabricação de produtos de metal com crescimento de 17,9% seguido pelo setor de impressão e reprodução de gravações com crescimento de 7,7% e pela fabricação de produtos minerais não metálicos com crescimento de 7,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Com participação negativa foram identificados os setores de fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores com queda de 56,5%, seguido pelo setor de metalurgia com queda de 13,2% e da fabricação de produtos farmacêuticos com queda de 11,6% no mesmo período.

Alcimar das Chagas Ribeiro
About Alcimar das Chagas Ribeiro 834 Articles
Economista, mestrado e doutorado em Engenharia de Produção e Pós-doutorado em Economia. Professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*