Royalties de petróleo continua em queda na bacia de Campos

A região Norte Fluminense recebeu R$99,3 milhões de royalties de petróleo, parcela mensal, em dezembro do ano corrente. O valor sofreu uma queda nominal de 8,82% em relação ao mês anterior . Dos municípios produtores da região, Campos dos Goytacazes sofreu a maior queda de 15,0% no mês, seguido por Quissama com queda de 13,7% e São João da Barra com queda de 11,74% no mês.

Na comparação com dezembro de 2014, ano da crise internacional que derrubou o preço do barril de petróleo pela metade, a queda foi substancial. Considerando a avaliação relativa, a região Norte Fluminense caiu de uma participação de 40,42% para 23,74% em relação ao total recebido pelo Rio de Janeiro. Na comparação com o total distribuído aos municípios do país, a queda foi de 21,1% para 14,75% no mês de dezembro.

A queda da produtividade da Bacia de Campos e o avanço da produção do pré sal na Bacia de Santos, explica a situação. Em dezembro último, Maricá recebeu R$59,1 milhões, a maior parcela recebida por um município no país, enquanto Niterói recebeu R$45,2 milhões. Ambos são municípios fluminenses beneficiários da produção do pré sal na Bacia de Santos.

Alcimar das Chagas Ribeiro
Sobre Alcimar das Chagas Ribeiro 1187 Artigos
Economista, mestrado e doutorado em Engenharia de Produção e Pós-doutorado em Economia. Professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*