Um retrato da pecuária leiteira em Campos dos Goytacazes

Matéria da Folha da Manhã de domingo sobre a pecuária leiteira em Campos, traz a informação sobre o crescimento de 30% da produção nos últimos dois anos. A afirmação, sem referência, é de que mais de 120 mil litros diários de leite são produzidos no município. Vejo nessa matéria uma ótima oportunidade para mostrar a importância do livro “Economia Fluminense”, que será publicado ainda em março.

O livro analisa o setor na região Norte Fluminense e chega a Campos dos Goytacazes em função da sua importância para a atividade. Na presente análise, baseada nos dados mais recentes do IBGE, o livro mostra que o município produziu 25.876 mil litros de leite em 2017, em uma trajetória nada satisfatória na atual década. Vejamos o gráfico a seguir:

Fonte: Elaboração própria, com base no IBGE.

O município alcançou a maior produção nos últimos sete anos em 2012, quando produziu 35,0 milhões de litros. Podemos observar uma trajetória de queda até 2016, quando o município alcançou a menor produção de 24,0 milhões de litros. Em 2017 ocorreu uma leve recuperação em relação ao ano anterior, onde o município produziu 25,8 milhões de litros, ou seja, um pífio crescimento de 15,7% em relação a produção de 2010.

Pior situação ainda está na produtividade medida pela produção por vaca / ano. Depois de amargar números frágeis abaixo de 1.000 litros por vaca em 2010, 2012 e 2016, a produtividade foi elevada para 1.080,01 litros por vaca em 2017.

Esses números são muito baixos quando comparados com a região Sul Fluminense, a mais eficiente do Rio de Janeiro. Especialmente, Resende e Valença com produtividade em torno de 1.440 litros vaca em 2017. Isso representa uma produtividade maior 33,3% em relação a Campos dos Goytacazes.

Como podemos observar, existe um grande gargalo relacionado a informação na região e no estado. A proposta do livro é, exatamente, contribuir nesse contexto.

Alcimar das Chagas Ribeiro
About Alcimar das Chagas Ribeiro 772 Articles
Economista, mestrado e doutorado em Engenharia de Produção e Pós-doutorado em Economia. Professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF

1 Comentário

  1. A informação a respeito da pecuária leiteira no munípio de Campos tem grande relevância, não só como uma atividade que agrega valor ao produto in natura e seus derivados, mas principalmente pela necessidade de recuperar um ramo de grande importância para o mercado de trabalho. Campos e a região do entorno pode oferecer uma excelente oportunidade aos seus cidadãos por meio da atividade, que além de renovar o ânimo de pequenos e médios produtores rurais, também pode contribuir com grandes áreas de assentamentos rurais (Campos é o maior município do estado do Rio com assentamentos rurais, segundo o INCRA), que podem ser beneficiados com capacitação de seus integrantes e contribuir com mão de obra treinada na atividade.

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*